Davox
25/04/2023
Gostou desse conteúdo? Compartilhe!

Labirintite: qual a relação com a perda auditiva?

No dia a dia, quando pensamos no ouvido, nosso cérebro automaticamente lembra das funções ligadas a detectar os variados sons produzidos ao nosso redor. Mas você sabia que esse órgão avançado e muito sensível também tem outra função muito importante para o pleno funcionamento do corpo? O equilíbrio! 

Esse equilíbrio é proporcionado por um pequeno aparelho vestibular conhecido como labirinto. A labirintite é o termo usado para designar o problema que acontece nessa estrutura interna da ouvido.

Neste artigo, vamos mostrar a relação entre labirintite e a audição, os problemas que podem surgir por conta dessa doença e as melhores formas de tratamento. Boa leitura!

Entenda a relação entre ouvido e labirintite

O ouvido possui duas estruturas que são fundamentais para o equilíbrio do corpo. Dentro dele, existe a cóclea, uma cavidade em forma de espiral, responsável pela audição e que transforma as ondas sonoras em impulsos nervosos, posteriormente identificados pelo cérebro e o vestíbulo, canais semicirculares, responsável pelo equilíbrio. O conjunto dessas estruturas é o que conhecemos como labirinto.

Quando essa estrutura é afetada por alguma complicação, pode causar o que popularmente chamamos de “labirintite”.

A labirintite é uma doença que geralmente se manifesta depois dos 40 ou 50 anos devido a alterações metabólicas e vestibulares. Mas ela não se restringe apenas a essa faixa etária, é raro, mas esse problema pode acontecer até mesmo entre crianças e jovens. 

O que provoca a labirintite

Não somente o equilíbrio, a labirintite afeta também a parte auditiva. Isso acontece porque o órgão responsável pela comunicação com o sistema nervoso central, através dos nervos da audição e do nervo vestibular, é prejudicado.

Existem muitos fatores que podem causar esse problema, níveis aumentados de colesterol e triglicérides, ácido úrico, doenças infecciosas, inflamatórias e tumorais. Esses fatores podem resultar em alterações nas estruturas internas do ouvido, provocando os principais sintomas da labirintite: vertigem e tontura.

Veja a lista das possíveis causas da labirintite:

  • Idade avançada
  • Diabetes
  • Hipertensão
  • Hipoglicemia 
  • Reumatismo
  • Infecção por bactérias ou vírus
  • Infecção bacteriana como otite
  • Medicamentos como antibióticos e anti-inflamatórios
  • Álcool e cigarro
  • Maus hábitos alimentares 
  • Estresse
  • Ansiedade
  • Falta de exercício físico

Sintomas mais comuns da doença 

Os principais sintomas da labirintite são a  tontura e vertigem. Na sensação de tontura, o mais comum é sentir desequilíbrio, sensação de insegurança e desmaio, náuseas e vômito, além de sensações estranhas como flutuar. 

Não existe apenas um tipo de tontura, mas sim várias. Lembre-se que ao sentir esse sintoma, o aconselhado é manter os olhos abertos, parar e focar na respiração. Você pode fixar a visão  em um ponto fixo localizado à sua frente e esperar até que a sensação passe.

Já na vertigem, as sensações são diferentes, a pessoa vê os objetos do ambiente rodar a sua volta ou a sensação de que seu próprio corpo está rodando em relação ao ambiente. Essas duas sensações caracterizam os sintomas mais comuns da labirintite. 

Além disso, na fase mais aguda da doença, manifestações neurovegetativas podem acontecer. Essas manifestações geralmente são náuseas, vômito, sudorese –  ato de produzir e libertar suor – e até mesmo alterações gastrintestinais. Problemas auditivos como perda de audição, sensação de ouvido cheio ou tapado e zumbido também estão associados a doença. 

Labirintite e a perda auditiva

Um dos sintomas mais comuns, e quem sabe o mais desconfortável da doença, é a perda auditiva. Essas perdas de audição são chamadas de “surdez flutuante”, já que alternam entre períodos de queda e melhora. 

Este sintoma geralmente passa em alguns dias e a audição volta ao normal, porém em alguns casos a perda da audição é permanente.

É importante saber que todas formas da doença podem causar perda auditiva, desde graus mais leves até a perda de audição total e permanente. 

Tratamento para labirintite 

O tratamento pode ser feito por um clínico geral, mas em casos mais graves é indicado o otorrinolaringologista, médico especialista em doenças do ouvido, nariz e garganta.

Conte com a Davox

Se você está convivendo com dificuldades para ouvir, conte com a Davox. Com aparelhos tecnológicos e inovadores, nosso objetivo é contribuir com a sua saúde auditiva. Com aparelhos tecnológicos e inovadores, nosso objetivo é contribuir com a sua saúde auditiva. 

Conheça nossos aparelhos auditivos em nosso site. Entre em contato com a nossa central de atendimento pelo número (48) 3771-8582 ou Whatsapp (48) 99151-0065. Estamos preparados para receber você, até a próxima leitura!

Assine nossa newsletter